Comunicado Importante

Até a publicação deste comunicado (16/03) o Brasil tem 221 casos confirmados e 1.913 casos suspeitos do novo coronavírus, estando o Rio de janeiro em segundo lugar com 24 casos confirmados e 95 suspeitos, atrás apenas do Estado de São Paulo.

Cientes de nossa responsabilidade como empresa e como parte da sociedade, nós da Work Service estamos adotando uma série de medidas para evitar a propagação do novo coronavírus, através de orientação e supervisão constantes de todos os colaboradores alocados em nossos clientes, bem como intensificação da atenção aos preceitos de asseio durante todo nosso trabalho e além.

Entendemos a seriedade de toda essa situação, principalmente com o aumento exponencial da doença no Brasil, com mais de 200 casos confirmados até o momento e a recente declaração da Organização Mundial da Saúde, nesta segunda-feira (16), de que há registro de mortes de criança, mostrando que está é uma doença séria e ainda não totalmente conhecida.

Nos colocamos ao lado de todos os nossos clientes, parceiros e colaboradores nesse momento de atenção e cautela e pedimos que todos procurem seguir as orientações dos órgãos oficiais, para que consigamos vencer esse desafio o mais rápido possível.

No intuito de ajudar nossa comunidade, disponibilizamos aqui orientações de como você pode se proteger do novo coronavírus.


Leia Também: Como evitar pegar um resfriado no trabalho


O que é o coronavírus?

O coronavírus é uma família de vírus que se manifestou pela primeira vez em 1937. Em 31 de dezembro de 2019, foi identificado um novo tipo de coronavírus, que teve origem no mercado de frutos do mar e de animais vivos da cidade de Wuhan, na China.

Por causar graves infecções respiratórias, o vírus ficou conhecido pela sigla SARS (Severe Acute Respiratory Syndrome ou Síndrome Respiratória Aguda Grave, em tradução livre).

Curiosidade: o vírus ganhou esse nome devido à sua forma que se assemelha a uma coroa.

Os tipos de coronavírus

O coronavírus foi se modificando ao longo do tempo, por isso, os profissionais de saúde viram a necessidade de nomear cada um dos tipos do vírus de maneira diferente.

No caso do último vírus descoberto, seu nome inicial era novo coronavírus ou SARS-CoV-2, porém, a Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 30 de Janeiro de 2020, anunciou a mudança da nomenclatura do vírus para COVID-19.

O nome foi alterado para se adaptar às diretrizes da OMS, que aconselham os estudiosos a não darem nomes que referenciem animais, objetos, indivíduos ou grupo de pessoas para os vírus descobertos.

Conheça abaixo os tipos conhecidos:

  • Beta coronavírus OC43 e HKU1;
  • Alpha coronavírus 229E e NL63;
  • MERS-CoV (causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio ou MERS);
  • SARS-CoV (causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave ou SARS);
  • COVID-19 (o tipo mais recente descoberto).

Quais são os sintomas do coronavírus?

  • Febre;
  • Espirros;
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Falta de ar.

O coronavírus pode causar infecções respiratórias desde um simples resfriado até uma pneumonia severa. Isto vai depender de vários fatores, como imunidade.

Os vários tipos do coronavírus causam doenças respiratórias e a forma mais eficaz de identificar a infecção pelo vírus é procurar um médico assim que os sintomas se manifestarem.

Apesar de serem sintomas semelhantes aos de um resfriado, por exemplo, o médico pode identificar a possibilidade de contaminação pelo vírus sabendo do histórico de viagem do paciente ou se ele teve contato com alguém que tenha viajado para a China, Japão, Coreia do Sul e do Norte, Cingapura, Vietnã, Tailândia e Camboja.

Caso alguma dessas perguntas tenha resposta positiva, o médico encaminhará os exames para uma investigação epidemiológica.

Fique atento aos sintomas do novo Coronavírus

Como ocorre a transmissão do coronavírus?

Inicialmente, se pensava que a transmissão da doença acontecia de animais para pessoas, mas com os últimos acontecimentos na China, sabemos que a transmissão também pode ocorrer de pessoa para pessoa.

O coronavírus é de fácil transmissão e pode se disseminar das seguintes formas:

  1. Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos;
  2. Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  3. Tosse;
  4. Espirro;
  5. Contato com secreções respiratórias.

Qualquer pessoa que se aproxime um metro de uma pessoa infectada corre o risco de ser contaminada com a infecção.

Gráfico elaborado pelo cientista Drew Harris e adaptado pelo biólogo Carl Bergstrom mostra como medidas de prevenção podem retardar o contágio da Covid-19 e evitar o colapso do sistema de saúde – Foto: Carl Bergstrom e Esther Kim/CC BY 2.0

6 cuidados indispensáveis que você deve ter para se proteger do Coronavírus

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Pessoas gripadas ou resfriadas

No caso de pessoas com sintomas característicos de gripes ou resfriados, a prevenção também deve ser feita, porém, com algumas particularidades quanto ao que deve ser feito

Listamos abaixo algumas dicas para que você e sua família saibam como proceder se já estiverem doentes:

1- Use máscaras de proteção em lugares públicos ou quando for conversar com alguém;

2- Ao tossir ou espirrar, use lenços de papel e, em seguida, jogue-os no lixo ou cubra a boca e o nariz utilizando o braço;

3- Evite cumprimentos com abraços, apertos de mão e beijos;

4- Evite visitas a entes queridos caso esteja gripado.

Veja abaixo o vídeo explicativo do Ministério da Saúde.

O coronavírus tem cura?

Mesmo sem haver tratamentos específicos para o vírus, a grande maioria das pessoas contaminadas evolui para a cura. Mas, apesar dessa informação, não se pode diminuir a gravidade das complicações que esse vírus pode trazer, já que os sintomas são muito agressivos para o corpo.

O tratamento para as doenças causadas pelo vírus, por enquanto, ainda é o de suporte, ou seja, o foco é o tratamento dos sintomas da infecção, como a febre e a tosse.

Fique atento!

Por último, mas igualmente importante: fique atento às notícias falsas. Eles pode prejudicar tanto quanto o próprio vírus.

Na página do G1 tem uma sessão específica sobre o que é verdade e o que é falso sobre o Coronavírus. Vale a pena conferir.

Não se descuide

Agora que você já sabe como se prevenir do coronavírus, aplique as ações de prevenção na sua rotina e da sua família.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Gostou do texto? Compartilhe! =)

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Gostou do texto? Compartilhe! =)

LEIA TAMBÉM

Muito obrigado!

Nesse 1º de maio, nós da Work Service queremos prestar uma homenagem especial aos nossos colaboradores e colaboradoras, que estão nas ruas mantendo os ambientes higienizados para nossa proteção e de nossas famílias.

LEIA AGORA >>
Como enfrentar uma crise

Como enfrentar uma crise

Em meio a todas as paralisações por conta da epidemia do novo vírus, muitas empresas parceiras e clientes podem passar por períodos de dificuldade. Por isso vamos tentar ajudar com nossa expertise em facilites e dar algumas dicas de como sua empresa pode enfrentar esses tempos difíceis.

LEIA AGORA >>